CURSOS PROGRAMADOS

O ESSENCIAL DA NEUROFTALMOLOGIA

Veja o vídeo e

depois clique no botão abaixo

MÓDULO 13 (Gravação)
DIAGNÓSTICO DIFERENCIAL DAS ANISOCORIAS

A anatomia e fisiologia da inervação autonômica da pupila guardam uma grande quantidade de informações úteis.

O reconhecimento das alterações pupilares é fundamental para a detecção das doenças do sistema visual aferente e eferente.

Essas alterações pupilares podem apontar para condições oftalmológicas e sistêmicas graves e uma abordagem sistemática ajuda no reconhecimento destas condições.

Este módulo vai ensinar a examinar, interpretar os sinais clínicos e diagnosticar as principais causas das anisocorias e suas implicações clínicas.

MÓDULO 12 (Gravação)
PARALISIAS OCULARES

Diplopia é um sintoma que remete a paralisia ocular e, que juntamente com a perda visual, é responsável pela maioria dos problemas neuroftalmológicos.

 

O diagnóstico começa em reconhecer se a diplopia realmente existe.

Já o diagnóstico etiológico passa antes por localizar a lesão dentro da extensa via eferente que começa no cérebro passa pelo tronco cerebral, nervos cranianos e termina na musculatura ocular.

Esta tarefa é fácil em alguns pacientes mas pode ser bem difícil em outros.

 

Este módulo tem como objetivo orientar o atendimento do paciente com diplopia e mostrar o passo a passo para detectar a etiologia da paralisia ocular
 

MÓDULO 11  (Gravação)
SÍNDROMES QUIASMÁTICAS E RETROQUIASMÁTICAS

Todas as fibras aferentes passam pelo quiasma e chegam aos hemisférios cerebrais.

O arranjo dessas fibras é responsável por defeitos característicos nos campos visuais.

Danos às estruturas neurológicas adjacentes ao sistema visual podem produzir sinais e sintomas adicionais.

Este módulo vai abordar as principais síndromes quiasmáticas e retroquiasmáticas e ensinar estratégias úteis para o seu reconhecimento.

MÓDULO 10 (gravação)
DIAGNÓSTICOS DIFERENCIAIS QUE VOCÊ TEM QUE SABER:
RETINOPATIAS QUE SIMULAM NEURIOPATIA ÓPTICA; E NEUROPATIAS ÓPTICAS QUE SIMULAM GLAUCOMA

Muitas doenças da retina podem imitar neuropatias ópticas.

 

Muitas neuropatias ópticas podem escavar o nervo óptico e simular glaucoma. 

 

Se não reconhecidas, estas condições consomem tempo e recursos sem que o diagnóstico correto seja alcançado.

 

Este módulo vai orientar você a reconhecer essas situações e ensiná-lo estratégias úteis para a correta identificação e conduta.

MÓDULO 09 (Gravação)
PAPILEDEMA - HIPERTENSÃO INTRACRANIANA IDIOPÁTICA E DE CAUSAS SECUNDÁRIAS

Assim como neurite óptica e NOIA não arterítica são as causas mais comuns de edema unilateral do nervo óptico, papiledema é a causa mais comum de edema bilateral.

Apenas isso, seria razão para ser considerado uma das três principais neuropatias ópticas.


Entretanto, outras características se impõem também para tornar obrigatório o conhecimento sobre o papiledema:

  • Frequente confusão com pseudo edema do nervo óptico

  • Critério diagnóstico do pseudotumor cerebral primário e secundário

Este módulo abordará estes e outros pontos relevantes para o diagnóstico e tratamento dos pacientes com papiledema.

MÓDULO 08 (Gravação)
Neuropatias Ópticas Compressivas, Infiltrativas e Traumáticas

O nervo óptico é longo e estende-se por compartimentos extra e intracraniano.

 

Desde a papila até o quiasma óptico, pode ser acometido por traumatismos, doenças orbitais e cerebrais, e também por neoplasias.

Neuropatias ópticas compressivas, infiltrativas e traumáticas têm apresentações variadas e desafiadoras.


O diagnóstico precoce pode salvar a visão e até mudar o prognóstico de vida do paciente.

Este módulo vai abordar os principais aspectos clínicos dessas neuropatias ópticas, além das formas de investigação e tratamento.
 

MÓDULO 07 (Gravação)
NEUROPATIA ÓPTICA HEREDITÁRIA, TÓXICA E CARENCIAL

Mitocôndria é o que une estes três grupos de neuropatias ópticas: hereditária, tóxica e carencial. 
                          
A disfunção mitocondrial das células ganglionares da retina leva ao quadro clínico comum entre estas neuropatias ópticas.
 
Por terem uma baixa prevalência acabam exercendo um papel secundário na neuroftalmologia, mas devem ser lembradas durante o diagnóstico diferencial da perda visual bilateral em especial quando a ressonância magnética for normal. Podem simular maculopatia, glaucoma e até neurite óptica.
 
Além do diagnóstico, será abordado o tratamento destas neuropatias ópticas, em especial da neuropatia óptica hereditária de Leber que mostrou avanços nos últimos anos.

MÓDULO 06 (gravação)
NEUROPATIA ÓPTICA ISQUÊMICA

A neuropatia óptica isquêmica é a neuropatia óptica mais frequente (após o glaucoma) nos pacientes com idade acima dos 50 anos.

 

Ainda há divergências quanto à sua patogênese, características clínicas e, principalmente, seu tratamento.

 

Isso ocorre porque esta neuropatia óptica isquêmica não é uma doença, mas um espectro de várias neuropatias ópticas: anterior (arterítica e não arterítica) e posterior (arterítica e não arterítica).

 

Este módulo abordará os conceitos atuais sobre várias questões relacionadas aos diversos  tipos de neuropatia óptica isquêmica e em especial como reconhecer as várias formas de apresentação desta neuropatia óptica.

MÓDULO 05 (gravação)
NEURITE ÓPTICA E OUTRAS NEUROPATIAS ÓPTICAS INFLAMATÓRIAS

Neurite óptica é a neuropatia óptica mais comum da Neuroftalmologia.

É também a principal fonte de erro de diagnóstico...

Saber diferenciar seus tipos clínicos é essencial, pois existem diferenças cruciais no tratamento e prognóstico.

Neste módulo você vai aprender a interpretar os elementos críticos de uma doença cujos fenótipos não param de expandir.
 

MÓDULO 04 (gravação)
ANOMALIAS CONGÊNITAS DO NERVO ÓPTICO

Não deixe o aspecto do disco óptico te colocar em dúvida.

 

Do glaucoma ao edema do disco óptico, as anomalias congênitas da papila imitam diversas condições e geram confusões diagnósticas.

Além disso, podem se associar a anormalidades neurológicas e sistêmicas.

 

De forma prática, neste módulo você vai se familiarizar com as principais anomalias congênitas da papila e saber quando são necessárias investigações adicionais.

MÓDULO 03 (gravação)
RADIOLOGIA APLICADA À NEUROFTALMOLOGIA

A confirmação diagnóstica de muitas doenças neuroftalmológicas passa pelos exames radiológicos. 


O ideal é você não depender apenas do laudo do exame.


Com este módulo você vai adquirir autonomia para solicitar e interpretar exames radiológicos nas doenças neuroftálmicas

MÓDULO 02 (gravação)
EXAME NEUROFTALMOLÓGICO

Escutar atentamente, questionar especificamente e examinar cuidadosamente:  essas são as atitudes que formam a base propedêutica da Neuroftalmologia.

 

Este módulo abordará os aspectos mais práticos da anamnese e do exame neuroftalmológico que orientam o raciocínio clínico para hipóteses diagnósticas corretas.

MÓDULO 01 (Gravação)
ANATOMIA DIRECIONADA PARA O DIAGNÓSTICO

O conhecimento da anatomia é essencial no diagnóstico das doenças. Ela fornece a necessária orientação topográfica dos possíveis locais associados aos sinais e sintomas.

 

Este módulo abordará os principais conhecimentos sobre anatomia que você precisa saber para aumentar a habilidade de diagnóstico das doenças neuroftalmológicas.

Fundamentos da Neuroftalmologia

Este curso é voltado aos fundamentos da Neuroftalmologia. Você aprenderá com ensinamentos práticos de semiologia e vai conhecer as doenças mais comuns da prática neuroftalmológica.

 

Muitos ensinamentos e dicas que não estão nos livros estarão reunidos neste curso.

 

Este curso vai fazer com que você aprimore seus conhecimentos sobre Neuroftalmologia e melhore sua capacidade de atendimento e reconhecimento das principais afecções da especialidade.

ASSISTA À GRAVAÇÃO DO CURSO

Aprenda a indicar e interpretar o OCT nas doenças neuroftálmicas

ASSISTA À GRAVAÇÃO DO CURSO

Aprenda a Diagnosticar as Principais Doenças Neuroftalmológicas dos Pacientes  Atendidos no Pronto-Socorro 

ASSISTA À GRAVAÇÃO DO CURSO

OCT PARA NEUROLOGISTAS

Quebre as barreiras do OCT !

ASSISTA À GRAVAÇÃO DO CURSO

Curso de Imersão em 

Ambliopia   

Você terá acesso as informações das mais recentes pesquisas que estão re-escrevendo o capítulo sobre ambliopia dos livros de Oftalmologia.

ASSISTA A GRAVAÇÃO DO CURSO  

COMO LOCALIZAR A CAUSA DA

PARALISIA OCULAR?

ASSISTA A GRAVAÇÃO DO CURSO   

NEURITE ÓPTICA NO SÉCULO 21

ASSISTA A GRAVAÇÃO DO CURSO   

RADIOLOGIA PARA OFTALMOLOGISTAS

ASSISTA A GRAVAÇÃO DO CURSO   

Próximos Cursos

  • Raciocínio clínico na Neuroftalmologia

  • Transferência de Habilidade em Neuroftalmologia

  • Fundo do Olho para Neurologistas

CADASTRE-SE E SEJA

O PRIMEIRO A SABER SOBRE OS CURSOS

FORMAS
DE
PAGAMENTO

CARTÃO DE CRÉDITO:

VIA PAYPAL

Obs: Não Emitimos Boleto para Pagamento da Inscrição dos Cursos

OBS: Não será aceito depósito ou transferência bancária

DADOS COMERCIAIS

Curso de Neuroftalmologia e Estrabismo LTDA

CNPJ: 30.830.198/0001-00

Rua Mato Grosso, 306 - conjunto 414

CEP: 01239-040

Higienópolis -São Paulo- SP

(11) 3892-9232 / 9.9578-5573

frederico.moura@neuroftalmo.pro