Diagnóstico e Tratamento

CBO LIVE - NEUROFTALMOLOGIA PARA MEU CONSULTÓRIO

Discussão de caso clínico

Fenestração da Bainha do Nervo Óptico

Cirurgia para Tratamento da Perda Visual do Pseudotumor Cerebral

Biópsia da Artéria Temporal Superficial

Diagnóstico da Arterite de Células Gigantes - Neuropatia óptica Isquêmica Anterior Arterítica

Flutter Ocular

Movimento Involuntário e de Alta Frequência

Nistagmo em Gangorra (ou seesaw)

Seesaw nistagmo

Sinal de Cogan (Lid Twitch)

Movimento Palpebral Característico de Miastenia Gravis

Diferenciar Proptose por Graves x Não-Graves

Sinal de von Graefe

Sinal de von Graefe

Oftalmopatia de Graves

TESTE 4 DIOPTRIAS - PERDA VISUAL FUNCIONAL

Defeito Pupilar Aferente Relativo (DAR)

Alteração da Dinâmica Pupilar Sugestiva de Neuropatia Óptica

Defeito Pupilar Aferente Relativo (DAR) - Classico x Rapido

DAR pode não aparecer ou não dependendo da velocidade da manobra semiológica

Defeito Aferente Relativo e Visão Normal

Meningioma da Asa do Osso Esfenóide

Reflexo Pupilar Normal x Catarata Total

Catarata total não causa Defeito Pupilar Aferente Relativo (DAR)

Movimento Vermiforme da Pupila

Pupila Tonica de Adie

Regeneração Aberrante do III Nervo Craniano

Alteração no reflexo da pupila e da palpebra

Oftalmoplegia internuclear a direita

lag de adução e nistagmo em abdução

Nistagmo convergência-retração

Sindrome de Parinaud

Nistagmo Torcional (ou rotatório)

Infarto de bulbo

Teste da Fadiga Palpebral

Sinal Clínico da Miastenia Gravis

Prova da Dução Forçada

Exame realizado para diferenciar estrabismo paralítico do restritivo

Please reload

  • Facebook Social Icon
  • Instagram ícone social
  • YouTube Social  Icon